Modernismo Brasileiro

As velhas formas e os velhos sistemas já fizeram sua época. É mister que o artista crie alguma coisa de novo e que consiga maior fusão entre o que é estrutura e o que é decoração; para conseguir isto o artista deve ser também técnico; Para conseguir isto o artista deve ser também técnico; ma só mente inventiva e não mais o trabalho combinado do artista que projeta e do técnico que executa. Rino Levi 

     CONTEXTO HISTÓRICO     

A arquitetura moderna no Brasil emerge em uma época de contradições e ambigüidades políticas: foi o período de Vargas a Kubistchek, do rádio a televisão, do Rio de Janeiro até vésperas do concurso de Brasília, entre tantas outras.    

O governo de Getúlio Vargas desejava deixar sua marca nas formas da capital federal e decide então construir palácios para abrigar os ministérios e órgãos públicos. Essa decisão foi de extrema importância, pois na época, as empresas e elites só adotavam um estilo depois que ele tivesse sido testado em obras públicas. Aliado a isso temos o fato de que na Europa, a crise econômica relacionada a II Guerra Mundial não abria oportunidades para os arquitetos modernos (Le Corbusier, Donat Agache e Marcello Piacentini), que vieram até o Brasil estabelecer relações com o Estado.    

Nesse cenário nasceu o primeiro aranha-céu modernista do planeta: O Ministério da Educação, que teve como ideólogo principal o arquiteto modernista brasileiro Lucio Costa e a consultoria de Le Corbusier.    

 O Ano de 1922      

O ano de 1922 marcaria as comemorações do Centenário da Independência, efeméride que, pela sua natureza, exaltava os sentimentos de nacionalismo já despertos durante a Guerra de 1914.    

Alguns episódios marcaram definitivamente aquele ano: em fevereiro, a Semana de Arte Moderna, em São Paulo; o heróico episódio dos 18 do Forte, em julho, na praia de Copacabana; a Exposição do Centenário, em setembro, na Capital Federal. Três fatos aparentemente distintos, geralmente abordados apartadamente pela história oficial, porém com um definitivo ponto em comum: o sentimento de brasilidade.    

Por mais atraente que seja a fábula de uma Semana de Arte Moderna demolidora, provocante, catalisadora de rupturas, uma simples observação à temática expressa nas obras principais revelam uma profunda preocupação com a atitude de “ser nacional”, “tupi or not tupi”, como escreveria Oswald de Andrade no seu manifesto de 1928.    

Contando com formas de representação inovadoras para a linguagem acadêmica nacional, nos campos da pintura e escultura, a arquitetura representada na semana oscilou entre um indefinido neocolonial , produzido por Pzyrambel, e uma produção vinculada à arte pré-colombiana, em projetos de Moya, semelhantes a algumas obras de Frank Lloyd Wright    

     

CARACTERÍSTICAS      

No mundo o Movimento Moderno foi “liderado”por arquitetos como Vies Van Der Rohe, Frank Loyd Right, Oscar Niemeyer e o Suiço Charles-Edouard Jaenneret-Gris, mais conhecido como Le Corbusier. Este último desenvolveu uma teoria acerca do modernismo, na qual se destacam os 5 pontos da arquitetura modera, chadados de 5 pontos de Le Corbusier. São eles: 1) Pilotis; 2) Terraço Jardim; 3) Planta livre; 4) Janela em fita; e 5) Fachada livre.  Alguns desses 5 pontos são claramente notados no Ministério da Educação, um edifício projetado por Lucio Costa com a consultoria de Le Corbusier ( ajudado por uma equipe de profissionais como Oscar Niemeyer, Carlos Leão, Afonso Reidy, Ernani Vasconcellos, Jorge Machado Moreira, Burle Marx e Portinari ) no Rio de Janeiro.      

Edifício Gustavo Capanema - Antigo Ministério da Educação - RJ, 1936

          Projetado por uma equipe de arquitetos composta por lucio costa, Carlos leão, Oscar niemeyer, afoonso Eduardo reidy, Ernani Vasconcellos e Jorge machado moreria sob consultoria de Le corbusier. Construido em 1936 ele é considerado marco da arquitetura moderna brasileira. O edifício segue as recomendações de Le corbusier: o uso de pilotis – com o conceito de permeabilidade dos pedestres no térreo, a vedação do edifício é feita por cortinas de vidro, sendo utilizado brise-soleil – horizontais e verticais – para evitar a incidência direta de radiação solar na fachada norte, fachada-livre, planta-livre e o terraço-jardim. 

A idéia principal que o edifício passa é a leveza , além da imponência e da inovação dos materiais utilizados. 

ARQUITETURA MODERNA NO BRASIL    

O Brasil foi um país inovador ao desenvolver a arquitetura moderna, isso permitiu que o Brasil fosse mundialmente reconhecido. Um dos responsáveis por este reconhecimento foi o arquiteto Oscar Niemeyer.    

Destacamos algumas obras de grande valor cultural e patrionial de nosso país.    

    

Museu de Arte Moderna de Belo Horizonte Fonte:img.olhares.com/data/big/181/1810473.jpg

Foi a primeira obra do conjunto da Pampulha e também foi influenciada pelas idéias de Le corbusier. Foi criada para ser um cassino, mas em 1946, por causa da proibição dos jogos no país  foi fechado e só voltou a ser aberto em 1957 como museu de Arte.

Os jardins foram projetados por Burle Marx. Sua forma é assimétrica. Na parte da frente apresenta linhas retas enquanto no encontro da edificação com o lago da Pampulha o edifício apresenta formas orgânicas, com linhas mais sinuosas.

 

Casa projetada pela arquiteto Gregori Warchavchik em 1927. É considerada por alguns como o primeira obra de arquitetura moderna no Brasil. Fonte: http://anajuliaandrade.wordpress.com/2009/03/23/casa-modernista/

 Catedral da Pampulha

    

É a obra mais importante do conjunto da Pampulha e também uma das mais importantes de Oscar Niemeyer. Foi o ultimo prédio do conjunto a ser inaugurado, em 1943.

Acopladas a Catedral há diversas obras de Candido Portinari, entre elas a via sacra e um painel que retrata são Francisco de Assis e ao seu lado um cachorro representando um lobo. Esse foi o motivo pelo qual as autoridades eclesiásticas não permitiram a consagração da capela, estando esta fechada por aproximadamente 14 anos. 

Hoje a Igreja da Pampulha é um dos principais cartões postais da cidade de belo horizonte e é tombada pelo IPHAN, pelo IEPHA/MG (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais) e também pela Gerencia do patrimônio Municipal de BH.

 Casa das Canoas   

    

Esta casa foi construída em 1953 para ser morada do próprio arquiteto. É uma bela obra em que prevalecem as formas sinuosas. A casa se acomoda as rochas e sobre a vegetação natural, contornando os obstáculos naturais.

Vale lembrar que essa casa é única, não pode ser multiplicável, e por isso foi duramente criticada por arquitetos internacionais.

Em 2007 a casa foi tombada pelo IPHAN e hoje funciona como espaço cultural mantido pela fundação Oscar Niemeyer.

Edifício Copan  

Edifício Copan - SP Fonte: http://www.arquitectura-urbana.com

  

          O Copan é um dos mais importantes e emblemáticos edifícios de São Paulo. Seu formato sinuoso, seus 115 metros de altura e 35 andares o tornam a maoir estrutura em concreto armado do Brasil. O projeto foiapresentado por Niemeyer em 1951 para as comemorações do IV centenário da cidade de São Paulo.

MASP  

  

          O MASP foi projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi em 1947. A prefeitura de São Paulo fez algumas exiggências que deveriam ser respeitadas, tais como preservar a vista do centro da cidade e da Serra da Cantareira (através da Av. 9 de Julho), além disso exatamente em baixo do MASP encontra-se uma linha de metrô, fato que dificulta algumas decisões de projeto. Esses fatos justificam a forma inusitada e a tecnologia construtiva utilizada por Lina: todo o corpo do prédio é apoiado sobre quatro grandes pilares de concreto protendido, liberando um vão de cerca de 74 metros.

Casa de Vidro  

  MAM 

Fonte:www.vitruvius.com.br/arquitextos

          Este é um dos mais importantes museu do cenário cultural brasileiro. Localizado no Rio de Janeiro, o edifício segue a linha da arquitetura racionalista brasileira, tendo como características a modulação dos pilares, locação de dois pilares em uma única sapata, fachada envidraçada protegida por brises verticais e horizontais, além da planta livre e o térreo livre permitindo maior permeabilidade para os pedestres. O MAM é projeto do arquiteto Affonso Euardo Reidy.

O MODERNISMO DE BRASÍLIA  

Catedral de Brasília  

  

 

Congresso Nacional   

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Oscar_Niemeyer  

Palácio da Alvorada  

  

http://prosalunos.blogspot.com/2008/08/arquitetura-moderna-no-brasil.html  

 

http://www.caminandosinrumbo.com/brasil/brasilia/Brasilia_1.jpg 

 

http://www.hotelelsalvador.com.br/img/img_noticia/_NOTICIA_dois_candangos_monument_brasilia_brazil_photo_gov_tourist_ministry.jpg 

O URBANISMO DE BRASÍLIA  

O Plano Piloto, como ficou conhecido o desenho da cidade-capital, partiu de uma concepção muito simples: dois eixos principais em cruzamento – residencial e monumental. No eixo vertical, conhecido como eixo monumental, em sua parte leste estão localizados os poderes federais, na extremidade oposta, sentido oeste, os poderes distritais. O cruzamento do eixo horizontal com o monumental ficou reservado para o comércio, cultura, bancos e autarquias. Ao longo desse eixo, denominado pelo urbanista como rodoviário, no sentido norte-sul estão localizadas as moradias.
Esta área residencial, composta por conjuntos de superquadras, com aproximadamente 240mx240m, abriga um número máximo de onze edifícios espalhados em uma ampla área verde. O número máximo de andares dos edifícios são seis, dispostos sobre pilotis que deixam o prédio distante do chão. Mais que um elemento arquitetônico qualquer dessas duas medidas adotadas nos edifícios residenciais, pretendia eliminar as fronteiras entre o espaço público e o espaço privado, uma idéia cara aos funcionalistas. Ao dotar todas as superquadras de um comércio local com os principais produtos e serviços necessários para o cotidiano, o urbanista pretendia, ainda construir espaços comunitários auto-suficientes aos moldes dos pequenos bairros ou cidades do interior.  

  

 

 

http://theglimpse.files.wordpress.com/2008/04/brasilia0802.jpg 

 

http://www.superbrasilia.com/misc/aerea2006a.jpg 

 

http://3.bp.blogspot.com/_xcRgmIBw_U0/SYBIEdVfSpI/AAAAAAAABhg/W5pL4fiLCsI/s400/superquadra.jpg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s